29 de nov de 2010

Em nome do entendimento para o Maranhão

Quando imaginamos que a política chegou no fundo do poço e nada mais poderá acontecer para reverter o desanimador status quo, que faz com que o Brasil continue andando de lado rumo ao futuro, eis que surge alguém com a incrível capacidade de reunir inimigos políticos figadais. Foi o que aconteceu nesta semana, em Brasília, durante encontro da bancada parlamentar do Maranhão.
 
Ex-reitor da Universidade Estadual do Maranhão, ex-secretário de Ciência e Tecnologia e eleito pelo PP para seu segundo mandato como deputado federal, Waldir Maranhão juntou em seu apartamento funcional, em torno da mesma mesa, ninguém menos que Sarney Filho (PV), também conhecido como Zequinha, e o petista Domingos Dutra, um crítico ácido e contumaz do clã Sarney, que comanda a política local há cinco décadas. Antes do coronelato capitaneado pelo presidente do Senado Federal, José Sarney, o Maranhão, que continua na condição de mais pobre estado brasileiro, teve como chefão político ninguém menos que Vitorino Freire, que ostentava modus operandi semelhante.

O encontro ocorrido em Brasília contou com os olhos atentos de outro maranhense conhecido no mundo da política, o ex-deputado Haroldo Sabóia, dono de verve crítica e que pode ressurgir em cena a bordo de novos projetos políticos com foco nas próximas eleições. Mas um detalhe interessante, que muitos desconhecem, passou despercebido no encontro de parlamentares maranhenses. Waldir Maranhão é médico veterinário, o que por certo lhe confere condições de sobra para reunir cobras e lagartos, sem que ninguém pague o pato ou engula sapos. Ponto para Waldir Maranhão, pois a terra do arroz de cuxá precisa de doses extras de bom senso e projetos consistentes que tirem os maranhenses da miserabilidade letárgica.

Fonte: site ucho.info

Nenhum comentário:

Postar um comentário